Geoterapia: uma visão para estimular a medicina das pedras

As pedras têm consciência e propósitos, são e estão na terra, nos rios e nos oceanos, nas estrelas e nos astros celestiais.

Elas propiciam a vida material e estabelecem a rica conexão com os ancestrais e os mundos, seus ensinamentos legados e revelações.

Os Quartzos são reverenciados como os neurônios da mãe terra, onde vivem organismos e pedras primitivas, como o esqueleto; a terra como a pele, e a vegetação e a água como o sangue da terra; funcionando os metais, minerais e rochas como glândulas, nervos e órgãos sensoriais.

Os cristais, pedras, minerais, são os seres que apoiam a estrutura orgânica do vegetais, animais e humanos à caminho do progresso pela relação das naturezas dos seres da Natureza.

Os Cristais possuem a habilidade da transmissão de informação, da comunicação por intermédio da ciência do magnetismo, que permeia o universo transportando mensagens e intenções.

Possuem também a habilidade de armazenar e disponibilizar documentos, situações, cenas e histórias, fora de nossos entendimentos matemáticos, além dos símbolos da geometria sagrada.

O trabalho do homem com os cristais está reservado ao ciclo vindouro do planeta, e inimagináveis serão os desdobramentos dessa interação (Trigueirinho, 1993).