Quando a Comida Pesa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Tem dias que parece que o estômago não consegue dar conta do que comemos e a comida esta parada, sem ir para frente, nem para trás. São momentos quando a comida pesa, não é mesmo?

Mas o que fazer então?

As ervas coleréticas, são também conhecidas como colagogas.

Sua função é estimular a produção de bile por parte do fígado ou permitir a liberação de bile acumulada na vesícula para o sistema digestivo.

Quando você come algo e se sente pesado, estufado e percebe que o processo da digestão está lento, em muitos casos, pode ser porque não existe bile suficiente disponível para a digestão.

Na digestão, a principal função da bile é a emulsificação das gorduras.

Isso significa que a bile é responsável por sequestrar a gordura dos alimentos de forma que possa ser assimilada. Lembra a ação do detergente ao lavar a louça. Mas não é só isso!

Uma outra função importante da bile é lubrificar as paredes dos intestinos para facilitar a passagem do bolo alimentar e, mais para frente, do bolo fecal.

Assim, com pouca bile, o processo fica difícil e a sensação pode ser de empachamento e mal-estar já que nem as gorduras estão sendo removidas e nem o bolo alimentar consegue se mover adiante da forma esperada.

Todo mundo quer comer e se sentir bem!

As ervas coleréticas estão aí para ajudar isso se resolver.

Ervas para quando comida pesa

Algumas plantas podem oferecer uma ajuda quase imediata como a alcachofra, a carqueja e a marcela, tanto na forma de chá, quanto em cápsulas ou tintura.

É muito recomendável ter algumas destas ervas coleréticas na sua farmácia natural em casa

Se você quiser conhecer mais opções, é só acessar a biblioteca de plantas medicinais do Ervanarium e colocar a palavra colerético ou colagogo na busca e ver mais opções.

Clique para acessar a Biblioteca das Plantas Medicinais do Ervanarium
Rodrigo Silveira

Rodrigo Silveira

Herborista, Professor e Criador do Ervanarium

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário:

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.