Plantas Medicinais – Quanto Mais, Melhor!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

É comum as pessoas fazerem a pergunta: Qual é a melhor erva medicinal para tal coisa? Mas quando falamos em plantas medicinais, quanto mais, melhor!

Mas o que isso quer dizer?

Quer dizer que não existe uma planta melhor para dor de cabeça, diabete, úlcera, queda de cabelo, problemas de pele, etc.

Não existe uma planta que, sozinha, seja a melhor opção.

ARTIGOS QUE TAMBÉM POSSAM LHE INTERESSAR

Você conhece alguma Super-Erva?

O que existem são “plantas medicinais” que juntas, podem realizar um tratamento de forma mais favorável.

Mas algumas pessoas dizem que se curaram usando apenas ” a planta tal“.

Não duvido. Mas isso não quer dizer que era a melhor opção de tratamento.

Deixa eu explicar melhor.

Quando reunimos várias plantas para fazer uma associação ou uma fórmula (que pode ser em chá, cápsula, tintura, pomada ou outra forma de administração), nós vamos utilizar a força de diversas plantas diferentes, mas também os benefícios da sua interação.

Isso por que algumas plantas, apesar de terem as propriedades medicinais adequadas e ajudarem na resolução do problema, algumas vezes, podem apresentar também efeitos colaterais indesejáveis.

Veja o caso do Gengibre.

Esta planta medicinal é muito benéfica e poderosa para quaisquer problemas de digestão, mas se usada com frequência, pode aumentar o calor interno e acabar por prejudicar o estômago em casos de gastrite ou úlceras e ainda, causar aumento da pressão arterial.

Mas se você adicionar a Carqueja em conjunto com o Gengibre, poderá ter os mesmos efeitos reparadores do sistema digestivo, mas por esta ser uma erva mais fria, vai evitar que o calor do Gengibre prejudique o organismo e ainda vai ajudar a baixar a pressão.

Esse é um exemplo simplificado de como a combinação entre duas ou mais ervas pode beneficiar ainda mais sua saúde quando você precisa de uma ajuda natural para se recuperar.

Combinar diversas ervas medicinais melhora a sua eficiência curativa.

 

Para você aprender a melhor forma de combinar ervas medicinais e obter melhores resultados em seus tratamentos e também evitar possíveis efeitos colaterais, convido você a participar de nossa formação – Curso de Fitoterapia – Método 40-20, do Ervanarium.

Para saber mais, clique AQUI.

 

Rodrigo Silveira

Rodrigo Silveira

Professor, escritor e criador do Ervanarium

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário: