A Linguagem das Ervas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Conhecer fitoterapia é entrar em uma forma de linguagem das ervas, que pode ser compreendida por diferentes pessoas, em diferentes culturas, em diferentes países.

Uma planta medicinal como o Alecrim (Rosmarinus officinalis), tem as mesmas propriedades aqui e em qualquer lugar do mundo.

Rosmarinus officinalis é o nome que designa o Alecrim, aqui e em qualquer lugar do mundo

Se você conhece as funcionalidades desta planta, elas serão sempre as mesmas, em qualquer lugar ou situação.

O mesmo acontece com outras ervas.

Se você sabe identificar claramente um espécime, será capaz de fazer uso de suas capacidades medicinais em qualquer circunstância, em qualquer lugar do planeta.

Mas nomes são coisas vivas, mutantes e são ferramentas necessárias, mas imperfeitas, para transmitir ideias ou conhecimento.

Se o estudante de ervas medicinais conhecer apenas o seu nome popular, tem grande chance de cometer erros ao longo da caminhada.

Veja um exemplo comum.

Erva- Cidreira é um nome popular que pode designar mais de dez plantas diferentes (isso considerando só as que eu conheço com esse nome!) e se você quiser comprar ou recomendar uma planta com este nome, pode se surpreender com os resultados, pois nem sempre o que você pediu (ou indicou) é o que você queria de verdade.

A Erva-Cidreira verdadeira, também é conhecida como Melissa. Mas mesmo a Melissa tem outras plantas de mesmo nome.

Então como podemos nos certificar que a planta que queremos encontrar é a planta correta?

Para isso é que existe o nome científico.

A Linguagem das Ervas

A Erva Cidreira, também conhecida como Melissa tem o nome científico Melissa officinalis.

Sempre que você procurar por Melissa officinalis, tem uma chance mais concreta de encontra a Erva Cidreira verdadeira ou a Melissa.

É comum me perguntarem onde comprar bons chás. Isso é difícil de indicar porque nosso país ainda esta engatinhando na fiscalização e muitas empresas ainda não dão a devida importância a procedência das ervas que compram.

Mas alguns sinais podem indicar se você está no caminho certo e um deles é ver se a embalagem tem o nome científico da erva. A segunda é ver se o nome científico impresso é o mesmo da erva que você quer comprar (acredite, isso nem sempre acontece!)

Assim, aumentam as chances de você estar de posse do produto indicado. Não é tudo que se precisa saber, mas é um bom começo.

Artigos que também podem lhe interessar

Para saber o nome científico das ervas populares que você deseja comprar, clique na imagem abaixo e acesse gratuitamente nossa Biblioteca Onlie de Plantas Medicinais do Ervanarium! Aproveite! 🙂

Uma biblioteca online com o melhor acervo de ervas medicinais em língua portuguesa
Faça sua pesquisa na Biblioteca do Ervanarium

Rodrigo Silveira

Rodrigo Silveira

Herborista, Professor e Criador do Ervanarium

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário:

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.