Quebra-Pedra

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Quebra-pedra é uma planta medicinal com ação bactericida, principalmente sobre os estafilococos (bactérias que geram pus). Mais informações abaixo.

Quebra-pedra, planta medicinal diurética.

Nome científico

Phyllanthus niruri L.

Nome conhecido

Arrebenta-Pedra, Arranca-Pedras, Conami, Erva-Pombinha, Erva-Pombinha-Do-Ceará, Erva-Pombo, Filanto, Fura-Parede, Quebra-Panela, Quebra-Pedra-Branco, Rebenta-Pedra, Saudade-da-Mulher, Saúde-da-Mulher (Português), Saxífraga, Collarcillo (Espanhol), Egg-Woman, Seed-Under-Leaf, Stone Breaker, Shatter Stone (Inglês), Tartalikod (Ilokano), Yerba de San Pablo (Bisaya), Buah Amin, Nipon-Nipon (Malásia), Chanca Piedra (Índia), Meniran (Indonésia), Zhen Chu Cao, Ye Xia Zhu (China).

Nomes botânicos

Diasperus niruri (L.) Kuntze, Phyllanthus asperulatus Hutch., Phyllanthus filiformis Pavon ex Baillon, Phyllanthus lathyroides fo. decoratus Standl. & Steyerm., Phyllanthus lathyroides Kunth, Phyllanthus niruri var. genuinus Müll. Arg.

Nomes farmacêuticos

Phyllanthus niruni herbae.

Família

Euphorbiaceae.

Partes usadas

Toda a planta.

Sabor

Amargo e refrescante.

Composição química

Ácido elárgico, ácidos graxos, ácido repandusínico, ácido salicílico, alcalóides (norsecurina, 4-metoxi-norsecurina, entnorsecurinina, nirurina, flantine, filocrisina), alcalóides pirrozilidínicos (norsecurinina, 4-metoxi-norsecurinina, nor-ent securinina), alcalóides indolizidínicos (nirunina filantina, filocrisina), alcanos (triacontan-1-al, triacontan-1-ol), benzenóides (salicilato de metila, filesterina), breviflonina-ácido carboxílico, esteróides (24-isopropil-colesterol, estradiol, estigmasterol, b-sitosterol), dibenzilbutirolactona, cineol, cimol, flavonóides (quercitrina, quercetina, rutina, astragalina, isoquercitrina, kaempferol-4-0-a-L-ramnosídeo, nirurim, ninurinetim, fisetina-41-0-b-D-glucosídeo, eriodictiol-7-a-L-ramnosídeo), filantol, filalvina, filantidina, furosina, gelato de metila, gelato de etila, geranina, galato de etila, glochidona, geraniina, glicosídeos, hiporilantina, hirtetralina, lignanos (lintetralina, nirurina, nirurinetina, filnirurina, isolintetralina, hipofilantina, kinokinina, nitrantina, nitretalina, filantina, isolariciresinoltrimetil éter, nirantina, seco-4-hidroxilintetralina, hidroxinirantina, nirfilina, nirtetralina, filtetralina, filtetrina e hidroxilignanos), linalol, lipídeos (ácido ricinoléico, dotriancontanóico, linoléico e linolênico), mucilagens, niruside, securimina, sais minerais, saponinas, taninos, terpenos (cimeno, limoneno), triterpenos (lupeol-acetato e lupeol), vitamina C, xantoxilina. Suas ementes apresentam ácido linoléico, ácido linolênico, ácido ricinoléico. Suas folhas contêm compostos fenólicos (3,5%), vitamina C (0,4%), ligninas, triterpenóides. Suas partes aéreas têm flavonoides, quercitrina, quercetina, rutina, astragalina, nirurina, fisetina-4-0 glicosídeo, triacontanal, triacontanol e hipofilantina, filantina, filalvina, cineol, cimol, linalol, salicilato de metila, securimina, filantidina, ácido salicílico. Suas raízes contêm 90 derivados flavônicos, triterpenóides e esteróide estradiol.

Propriedades medicinais gerais

Adstringente, analgésico, antiespasmódico, antiblenorrágico, antisséptico, anti-hipertensor, anti-hipercolesterolêmico, anti-hepatite-B, anti-hepatotóxico, anti-hidrópico, antilítico, anti-infeccioso das vias urinárias, antinefrítico, anti-icterícia, antidiabético, antitumoral, anticancerígeno, antivirótico, aperiente, citostático, desobstruente, diurético, estomáquico, febrífugo, hepatoprotetor, litogênico, purgativo, relaxante, sedante, sudorífico, tônico, vermífugo, desobstruente renal, colagogo, emético, colerético, uricosúrico, antipirético, bactericida e hipoglicemiante.

Propriedades medicinais de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações para uso interno

Sistema Gastrointestinal: para disenteria, azia, prisão de ventre e dispepsias.

Sistema Urinário e Genital: para moléstias da bexiga, retenção urinária, albuminúria, amenorreia, cistite, edemas, eliminação de urólitos e também um redutor de espasmos uterinos.

Sistema Hepático: elimina catarro vesical, icterícia, febre palustre (malária) e na hepatite B.

Sistema Respiratório: para infecções pulmonares, bronquite, asma, tosse e na faringite.

Sistema Cardíaco, Sanguíneo e Circulatório: para reumatismo gotoso, redutora de espasmos dos vasos e nos dutos.

Sistema Imunológico, Nervoso e Linfático: na anorexia.

Sistema Musculoesquelético e Conjuntivo: para dores articulares.

Sistema Renal: para cólica renal, insuficiência renal, ativa os glomérulos, pielites e na litíase renal (pedra nos rins).

Outros distúrbios:  tem ação inibidora ACE, inibidora da transcriptase reversa do HIV, eleva a eliminação do ácido úrico pela urina, prostatite, afecções da pele, da boca e da garganta, diabete mellitus com polineuropatia e ainda elimina estafilococos.

Indicações para uso interno de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações para uso externo

Pele e unhas: para feridas e verrugas.

Músculos, ossos e articulações: nas contusões e atua como relaxante muscular.

Outros distúrbios: para gangrenas e como inseticida de piolhos e pulgas.

Indicações para uso externo de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Para crianças

Desaconselhado uso infantil.

Quando não devemos usar esta erva (contraindicações)

O Quebra-pedra é uma planta medicinal que, em dosagem elevadas, provoca efeito purgativo. A planta não deve ser usada por gestantes, lactantes e crianças. Evitar em pessoas com sensibilidade a plantas do gênero Phyllanthus. Em doses elevadas também pode ser tóxica e o uso por mais de 21 dias consecutivos ou em altas doses, pode provocar desmineralização do organismo.

Interações medicamentosas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Toxicidade

Devido ao potencial tóxico dos alcaloides, deve-se manter as dosagens recomendadas para uma administração segura. É conveniente, no uso prolongado, interromper o uso do chá por uma semana, a cada 3 semanas.

Uso culinário e nutritivo

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Aromaterapia

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Sistemas Florais

Florais das Gerais: para sistemáticos, perfeccionistas, metódicos, cristalização mental, nas auto cobranças e na dificuldades de ceder. Florais de Minas: Phyllanthus para tipos sistemáticos, perfeccionistas, metódicos e que sofrem de cristalização mental e emocional.

Medicina Chinesa (MTC)

O Quebra-pedra é uma planta medicinal que elimina calor no Jiao inferior, estimula o Yin e o Yang do Rim, promove a desobstrução dos canais energéticos, remove umidade-calor dos Rins, harmoniza o Qi da Bexiga, tonifica o Yin do Fígado. Atua nos canais do Fígado, Bexiga, Estômago e Rins.

Relacionado com as seguintes categorias das ervas medicinais

Categoria 2 – Ervas para calor excessivo dentro do corpo ● Categoria 5 – Ervas para reduzir umidade de dentro do corpo ● Categoria 16 – Ervas para corrigir deficiências.

Ayurveda

Seu nome ayurvédico é Bhuumyaamalaki. A planta reduz Pitta e Kapha e aumenta Vata. Sua rasa é amarga, sua virya é fria e sua vipaka é picante. Atua nos tecidos plasmático, seminal, sanguíneo e adiposo. Tem ação sobre o sistema digestivo, reprodutor e urinário. No Ayurveda, o Quebra-pedra é considerada a principal planta medicinal para o fígado e é utilizada em tratamento interno para colite, edema, gonorreia, menorragia, doenças urogenitais, disenteria, diabetes, dispepsia, icterícia. Externamente, é usada para tratar pólipos, inflamações, machucados, inchaços, coceira e outras doenças de pele, sangramento das gengivas, uvulite e tonsilite. É um desobstruente dos canais energéticos (srotas).

Uso homeopático

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Pets e outros animais

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Informações em outros sistemas de saúde

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

O que diz a ciência

Estudos demonstram que sua administração promove o relaxamento dos ureteres, que aliada à sua ação analgésica, facilita a descida dos cálculos, geralmente sem dor, nem sangramento, aumentando também a filtração glomerular e a excreção de ácido úrico. Esses resultados justificam seu uso popular para tratamento das pedras nos rins (litíase renal) e, provavelmente, no reumatismo gotoso e outras afecções caracterizadas por taxas elevadas de ácido úrico. Não se sabe se a atividade da planta resulta de um único princípio ativo ou do conjunto de várias substâncias ativas (complexo fitoterápico).

Astrologia

O Quebra-pedra é uma planta medicinal indicada para distúrbios relacionados ao trânsito de Mercúrio em Libra, Marte em Libra, Júpiter em Libra, Saturno em Libra, Urano em Libra, Netuno em Libra.

Indicações energéticas ou mágicas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Habitat

O Quebra-pedra é uma planta medicinal nativa das Américas, do centro e do sul da Índia até o Sri Lanka e em toda região tropical.

Descrição da planta

É uma erva ruderal, anual, de 40 a 80 cm de altura, que possui flores e frutos diminutos nas axilas das folhas. Cresce principalmente na estação chuvosa em todo tipo de solo, sendo comum aparecer nas fendas das calçadas, terrenos baldios, quintais e jardins, em todos os estados brasileiros. O nome quebra-pedra se refere a várias outras espécies semelhantes do mesmo gênero.

Vamos plantar?

Seu cultivo é muito fácil. Ela se dá melhor em locais à meia-sombra, sem muita luz solar direta. Não é muito exigente quanto ao tipo de solo, mas é recomendável que este seja mais arenoso do que para o argiloso. A planta responde bem à adubação orgânica e não suporta solo encharcado, por isso, no cultivo em vasos ou jardineiras é preciso ter muito cuidado com o excesso de água.

Artigos relacionados

Fontes de pesquisas utilizadas

http://www.plantamed.com.br/http://www.jardimdeflores.com.br/ervas/a33quebrapedra.htmhttp://www.cultivando.com.br/plantas_medicinais_detalhes/quebra_pedra.html • As plantas e os planetas – Ana Bandeira de Carvalho – Ed. Nova Era • Florais das Gerais – Catálogo • Florais de Minas – Catálogo • Indian Medicinal Plants – C.P Khare – Springer • The Ayurveda Encyclopedia – Swami Sadashiva Tirtha • ITF – Índice Terapêutico Fitoterápico – EPUB • Fórmulas Mágicas – Dr. Alex Botsaris – Ed. Nova Era • Guia Prático para Auto-cura – Tonusterapia. A cura pelas plantas – Munir Sabá – Editora Traço • As plantas curam – A. Balbach – Ed. Vida Plena • A vida cura a vida – Pe. Paulo Wendling – Paulinas • Ayurveda – A ciência da longa vida – Dr. Edson D´Angelo e Janner Rangel Côrtes – Madras • The Yoga of Herbs – Dr. David Frawley and Dr. Vasant Lad – Lótus Press • Ayurveda – saúde e longevidade na tradição milenar da Índia – Dr. Danilo Maciel Carneiro – Pensamento • El libro verde de botanica magica – fórmulas y secretos del Maestro Sri Deva Fenix • Ayurveda – A ciência da longa vida – Dr. Edson D´Angelo e Janner Rangel Côrtes – Madras • Apostila Fórmulas Chinesas – Fitoterapia II – Prof. Antonio de Bortolli – Delta Educação • Apostila Acupuntura das Ervas Medicinais – Rodrigo Silveira – Ervanarium •
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email