Tribulus

Esta é uma das melhores ervas para limpar toxinas do organismo. O uso do Tribulus elimina considerável quantidade de potássio. Veja mais informações abaixo.

Nome científico

Tribulus terrestris L.

Nome conhecido

Viagra-Natural, Tribulo, Videira da punctura, Abrolhos, Abre-os-olhos (Português), Puncture Vine, Goathead (Inglês), Abrojo (Espanhol), Tribulus (Italiano), Gokshura (Sânscrito), Bai Ji Li (Chinês).

Nomes botânicos

Pedalium murex L., Tribulus terrestris var. sericeus Andersson ex Svens.

Nomes farmacêuticos

Fructus Tribulus terrestris.

Família

Zygophyllaceae.

Partes usadas

Caules, ramos espinhosos e, principalmente, os frutos.

Sabor

Picante, amargo e amornante.

Composição química

Açúcares reduzidos, alcaloides (harman e harmina), ácidos graxos insaturados, esteróis, flavonoides (tribulosídeo), glucosídeos, nitratos, óleo essencial, potássio, kaempferol, resinas, saponinas, taninos.

Propriedades medicinais gerais

Afrodisíaco, analgésico, antiespasmódico, anti-inflamatório, antilítico, cardíaco, aperiente, cardiotônico, demulcente, diurético, restaurador, nervino, rejuvenescedor e litotríptico.

Propriedades medicinais de partes específicas da planta

Frutos – laxante suave e tônico geral.

Indicações para uso interno

Sistema Gastrointestinal: para hemorroidas e estimulante do apetite.

Sistema Urinário e Genital: nas disfunções sexuais, impotência, incontinência urinária, dor ao urinar, gonorreia, cistites crônicas, desordens uterinas, debilidade seminal, estimula ovogênese, traz benefícios na síndrome pós-menopausa, doenças venéreas, espermatorreia, fosfatúria, incontinência urinária, desordens uterinas pós-parto, queimação ao urinar e na infertilidade.

Sistema Hepático: em problemas hepáticos.

Sistema Respiratório: elimina catarro e para dificuldade para respirar.

Sistema Cardíaco, Sanguíneo e Circulatório: para gota, promove a redução dos níveis de colesterol e a cura cardiovascular.

Sistema Imunológico, Nervoso e Linfático: nas vertigens, anorexia, estimula o sistema imunológico, neurastenias e dores dos nervos.

Sistema Musculoesquelético e Conjuntivo: para dores nas costas, lumbago, alivia espasmos da musculatura lisa, promove o aumento da massa muscular em atletas, para reumatismo, ciática e dor lombar.

Sistema Renal: para pedras nos rins e nas doenças dos rins.

Outros distúrbios: na diabete, edema por vento, fortalece a mulher após parto, aumento da libido em homens e mulheres, estimula crescimento de melanócitos, aumenta os níveis corporais de testosterona e LH, dores de cabeça e em casos de obesidade.

Indicações para uso interno de partes específicas da planta

Frutos – na exaustão nervosa.

Indicações para uso externo

Cavidade bucal: para dor de dente e para a higiene bucal.

Indicações para uso externo de partes específicas da planta

Frutos – na exaustão nervosa.

Para crianças

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Quando não devemos usar esta erva (contraindicações)

Evitar o uso na gravidez, não usar se estiver desidratado, em pessoas com hipertensão ou cardiopatia. Seu uso excessivo pode provocar problemas estomacais. Também não usar em pessoas com fibromialgia.

Interações medicamentosas

Em hipertensos e cardiopatas pode ocorrer hipotensão e se a eliminação de potássio for considerável, poderá haver potencialização dos efeitos dos cardiotônicos.

Toxicidade

É considerada uma planta segura. Nas doses recomendadas.

Uso culinário e nutritivo

É considerada uma planta segura. Nas doses recomendadas.

Aromaterapia

É considerada uma planta segura. Nas doses recomendadas.

Sistemas Florais

É considerada uma planta segura. Nas doses recomendadas.

Medicina Chinesa (MTC)

Seu nome chinês é Bai Ji Li. Esta erva acalma o fígado e controla o Yang, dispersa vento-calor e beneficia os olhos, estimula o suave fluxo do Qi do Fígado. Indicada para ascensão do Yang do Fígado e em casos de estagnação do Qi do Fígado. Evitar seu uso na deficiência do Qi e do Xue. Atua nos canais do fígado, rins e bexiga.

Relacionado com as seguintes categorias das ervas medicinais

Categoria 15 – Ervas para cessar movimentos involuntários.

Ayurveda

Seu nome em sânscrito é Gokshura. Esta é uma erva tridosha que equilibra Vata, Pitta e Kapha. Utiliza-se o fruto, no Ayurveda. O tribulus atua no tecido plasmático, sanguíneo, nervoso, medular e reprodutivo. Age no sistema nervoso, reprodutor, respiratório e urinário. Considerada a melhor planta ayurvédica para tratamento de distúrbios do sistema geniturinário e eliminar toxinas do organismo. Utilizada com Punarnavá (Boerhavia diffusa, nyctagineae) para problemas dos rins. É uma planta sátvica que promove a clareza e abre o centro de energia do chakra coroa. Não deve ser utilizada se o indivíduo estiver desidratado. Considerada a primeira opção ayurvédica para tratamento de cistites.

Uso homeopático

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Pets e outros animais

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Informações em outros sistemas de saúde

Na Grécia Antiga, era comum o uso dos frutos secos da Tribulus terrestris como um laxante suave e um tônico geral. Na China, era muito utilizada para tratar problemas do fígado e como remédio cardiovascular, além de eliminar dores de cabeça e exaustão nervosa. O uso como afrodisíaco era muito comum na Índia.

O que diz a ciência

O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com a Tribulus terrestris, e concluíram um aumento nas funções reprodutoras, incluindo na produção de esperma e testosterona em homens. Nas mulheres, houve um aumento da concentração de hormônios, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação. Os pesquisadores já descobriram que a Tribulus terrestris pode elevar significativamente os níveis dos hormônios LH e da testosterona em animais com disfunção erétil, cujos efeitos foram confirmados com o aumento na frequência e força na ereção, além de aumento do vigor na atividade sexual. Outros efeitos positivos foram relacionados, como a diminuição nas taxas de colesterol e melhora no humor e na autoestima. Mas em estudos científicos recentes, o Tribulus se mostrou ineficaz no aumento de testosterona em humanos. Assim também como foi ineficaz no aumento de desempenho e massa corporal em atletas. Também foi descoberto em uma pesquisa de 2008 que nenhum componente químico do Tribulus é precursor da testosterona e não aumentam a produção de testosterona, assim deixando em descrédito sua capacidade de aumento de testosterona em humanos. No Brasil, um dos estudos com a Tribulus terrestris foi realizado pelo ginecologista Décio Luiz Alves, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universisade Federal do Rio de Janeiro. O pesquisador resolveu testar a planta após avaliar um estudo sobre a eficácia da planta que envolveu 45 homens – saudáveis e diabéticos, realizado na Indonésia, em 1998. O uso da medicação proporcionou uma melhora significativa (de até 65%) no desempenho sexual dos participantes. Já outros estudos comprovam que quando administrado em homens saudáveis de 28 a 45 anos, em 3 doses de 250 mg ao dia ocorre um aumento de 41 % dos níveis de testosterona no decorrer de 5 dias. Além da elevação da testosterona, há um aumento da libido, frequência e força das ereções e recuperação da atividade sexual. Reduz os níveis de colesterol e melhora do humor. Em mulheres diminui os sintomas da frigidez sexual, aumenta a libido e reduz os sintomas da menopausa.

Astrologia

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações energéticas ou mágicas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Habitat

Planta originária da índia, mas igualmente cultivadas desde há milênios na África e na China.

Descrição da planta

Planta vivaz tropical com caules muito cumpridos e rastejantes. As suas sementes são bicudas e resistentes.

Vamos plantar?

Considerada uma erva daninha.

Fontes de pesquisas utilizadas

http://www.plantamed.com.br/ • http://francinatura.wordpress.com/category/saude-ao-natural/ossos-e-articulacoes/ • http://guiaherbal.info/plantas/tribulo • https://flores.culturamix.com/flores/naturais/tribulus-terrestris-a-videira-da-punctura • Manual de Fitoterápia Chinesa e Plantas Brasileiras – Mary Lannes Salles Leite – Icone Editora • The Ayurveda Encyclopedia – Swami Sadashiva Tirtha • Fitoterapia Chinesa e Plantas Brasileiras – Alex Botsaris – Editora Ícone • The Yoga of Herbs – Dr. David Frawlwy and Dr. Vasant Lad – Lótus Press • Fitoterapia Chinesa – As síndromes mais comuns no Ocidente – PDF • Ayurveda – A ciência da longa vida – Dr. Edson D´Angelo e Janner Rangel Côrtes – Madras •