Agrião

O agrião é uma das plantas medicinais de uso culinário e no estado in natura, deve ser lavado muito bem, antes do uso. A planta não deve ser usada se estiver florida. Se crescer próximo às águas paradas pode transmitir tifo. Veja mais informações abaixo.

Agrião é uma das plantas medicinais com uso culinário.

Nome científico

Nasturtium officinale R. Br.

Nome conhecido

Agrião-do-Brejo, Agrião-d’agua-Corrente, Agrião-da-Europa, Agrião-da-Fonte, Agrião-da-Ponte, Agrião-de-Lugares-Úmidos, Agrião-Oficinal, Berro, Cardamia-Jontana, Cardomomo-dos-Rios, Mastruço-dos-Rios, Saúde-do-Corpo (Português), Cresson (Francês), Water-Cress (Inglês), Crescione (Italiano).

Nomes botânicos

Cardamine fontana Lam., Nasturtium fontanum (Lam.) Asch., Radicula nasturtium-aquaticum Britt. & Rendle, Rorippa nasturtium-aquaticum (L.) Hayek, Rorippa nasturtium Beck, Sisymbrium nasturtium-aquaticum L.

Nomes farmacêuticos

Herba Nasturtii.

Família

Brassicaceae.

Partes usadas

Toda a planta.

Sabor

Picante, amargo e, adstringente, quente.

Composição química

Ácido ascórbico, ácido pantotênico, alanina, arginina, beta-caroteno, cobre, enxofre, ferro, fosfato, glicina, gluconasturtina, histidina, iodo, óleo essencial sulfo-azotado amargo e volátil (isosulfocyanato de allyla), potássio, taninos, pró-vitamina A, vitaminas A, C, B, K.

Propriedades medicinais gerais

Antiescorbútico, anti-icterícia, anti-inflamatório, antisséptico das vias aéreas, antitérmico, antitussígeno, béquico, depurativo, descongestionante, desintoxicante, despigmentador, digestivo, diurético, excitante, expectorante, fluidificante, peitoral, restaurador, tônico, aperitivo, vermífugo e cicatrizante.

Propriedades medicinais de partes específicas da planta

Toda a planta.

Indicações para uso interno

Sistema Gastrointestinal: para estimular o apetite, colite, dispepsia, enfermidades dos intestinos e para eliminar vermes intestinais.

Sistema Urinário e Genital: na amenorreia, dismenorreia, anúria, uremia, sífilis, como anti-inflamatório das vias urinárias e na clorose.

Sistema Hepático: na colecistite, colelitíase, para desobstruir o fígado e na estase biliar.

Sistema Respiratório: na hidropisia, afecções pulmonares, tuberculose, afecções catarrais e nas mucosidades.

Sistema Cardíaco, Sanguíneo e Circulatório: para ácido úrico, anemia, para normalizar do ritmo cardíaco e como revigorador do sangue.

Sistema Imunológico, Nervoso e Linfático: para anorexia, oxigenar o cérebro, nas debilidades em geral, escrofulose, febres e para fortalecer a memória.

Sistema Musculoesquelético e Conjuntivo: em reumatismos.

Sistema Renal: para pedras nos rins.

Outros distúrbios: indicado em casos de abscessos, fortalecer os cabelos, em odontalgias, diabete, em gengivites, para diminuir os efeitos nocivos da nicotina, raquitismo, regular o equilíbrio hídrico corporal, aumentar a salivação, no sarampo, para aumentar a transpiração, na varíola, no bócio, para restaurar o sistema endócrino e para melhorar a nutrição.

Indicações para uso interno de partes específicas da planta

Toda a planta.

Indicações para uso externo

Pele e unhas: indicado em casos de abscessos, na morfeia, em problemas de pele e feridas.

Indicações para uso externo de partes específicas da planta

Toda a planta.

Para crianças

O agrião é uma das plantas medicinais de uso restrito na infância. Pode ser utilizado em afecções pulmonares e cutâneas, mas deve ser evitado o uso antes dos 5 anos.

Quando não devemos usar esta erva (contraindicações)

Seu uso medicinal na gravidez, é abortivo. Pode provocar irritações na vesícula, estômago e vias urinárias. Evitar uso em casos de úlceras estomacais. Evitar uso interno em crianças de menos de 5 anos. Seu uso prolongado pode causar irritação na bexiga.

Interações medicamentosas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Toxicidade

Planta sem toxicidade nas doses recomendadas.

Uso culinário e nutritivo

Não ingerir o agrião na alimentação durante dois dias seguidos. Procure sempre alternar. Porém no uso terapêutico, após 8 dias de ingestão contínua, deve-se dar 3 dias de intervalo. Suas folhas e talos frescos são muito boas em saladas e podem contribuir para nutrição mais também para tratar doenças como afecções dos brônquios, anemia, bócio, diabetes, promover a digestão, eliminar o excesso de ácido úrico e combater o escorbuto. Deve-se evitar consumir a planta que cresce em águas contaminadas.

Aromaterapia

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Sistemas Florais

Florais da California: Nasturtium Vitalidade física, irradiando energia e calor, mente clara e vibrante. Indicado para padrões de desequilíbrio como excesso de aridez ou intelectualismo, esgotamento das forças vitais e da verve emocional.

Medicina Chinesa (MTC)

O agrião é uma das plantas medicinais recomendadas na deficiência do Xue, deficiência do Jing, estagnação do Qi do fígado e do Qi do estômago, elimina umidade do baço e do pâncreas, elimina fleuma-umidade do pulmão e retira umidade-frio da cabeça. Atua nos canais do pulmão, baço/pâncreas, fígado e vesícula biliar.

Relacionado com as seguintes categorias das ervas medicinais

Categoria 1 – Ervas para induzir transpiração • Categoria 5 – Ervas para reduzir a umidade do corpo • Categoria 10 – Ervas para suprimir tosse e catarro.

Uso homeopático

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Pets e outros animais

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Informações em outros sistemas de saúde

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

O que diz a ciência

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Astrologia

O agrião é uma das plantas medicinais regida pela Lua.

Indicações energéticas ou mágicas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Habitat

Nas zonas úmidas, margens de rios, cursos de água e ribeiros, onde a água seja corrente.

Descrição da planta

O Agrião de Rio ou Agrião Comum é uma planta vivaz, aquática, com folhas de cor verde escuro, com forma oval elíptica, brilhantes, compostas e de superfície lisa e estão divididas entre 3 a 12 folíolos arredondados. Os caules medem entre 5 a 10 cm e formam grandes massas vegetais de caules angulosos. As flores de Agrião de Rio são pequenas, de corola branca e estão agrupadas em espigas. Floresce na primavera e no verão.

Vamos plantar?

O agrião d’água, como seu nome indica, é uma planta semiaquática, e pode ser plantado em valas inundadas, terrenos encharcados, tanques, vasos e outros recipientes. A altura ideal da camada de água sobre o solo é de cerca de 2 a 5 cm, mas pode ser cultivado com maiores lâminas de água. Terrenos argilosos bem úmidos também podem ser utilizados para o cultivo. O solo deve ser fértil e a planta cresce melhor quando o pH é neutro ou levemente alcalino. O plantio em vasos é muito fácil, colocando-se o vaso com terra em um recipiente mais largo contendo água fresca. Por suas características, o agrião também é uma hortaliça perfeita para o cultivo hidropônico. Muito cuidado deve ser tomado para que a água não esteja contaminada com esgoto. Não adube com estrume. O risco do agrião se tornar um vetor para parasitas e doenças é muito alto se o solo ou a água estão contaminados.

Artigos relacionados

Fontes de pesquisas utilizadas

http://www.plantamed.com.br/ http://www.essenciasflorais.com.br/nasturtium-florais-california/http://www.loja.jardicentro.pt/product_info.php?products_id=231https://hortas.info/como-plantar-agriao • A vida cura a vida – Pe. Paulo Wendling – Paulinas • Apostila de Fitoterapia Chinesa 2 – Prof. Antonio de Bortolli – Delta Educação • Ervas, plantas & chás – prevenção e cura de doenças – Ed. Escala • As ervas que curam – um reencontro com a farmacologia natural – Roberto Weil – Editora Gaia • As plantas curam – A. Balbach – Ed.Vida Plena • Practical Handbook of Plant Alchemy – Manfred M. Junius – N/E • The Yoga of Herbs – Dr. David Frawley and Dr. Vasant Lad – Lótus Press •