Uva-Ursi

No século XVI, a Escola de Mompellier enalteceu as propriedades da uva­ ursi como diurético, dissolvente dos pequenos cálculos e desinfetante das vias urinárias. Porém, no século XVIII, esta planta perdeu prestígio, provavelmente após um erro qualquer no modo de utilização. Obtêm-se de suas folhas, tintas castanhas, cinzentas ou pretas, dependendo do reagente utilizado. A uva­ ursi foi importada em grandes quantidades da Ásia para a Europa para ser misturada com o tabaco. Um de seus nomes, uva­ de­ urso, refere-­se aos seus frutos farinhentos e apetitosos, segundo se supõe, muito apreciados pelos ursos. Sabe-se, no entanto, que as abelhas visitam as suas flores melíferas, sendo por isso uma das plantas medicinais da qual se pode produzir mel. Mais informações abaixo.

Uma das plantas medicinais com princípios diuréticos

Nome científico

Arctostaphylos uva-ursi (L.) Spreng.

Nome conhecido

Uva-Ursina, Buxilo, Búxulo, Medronheiro, Ursina, Uva-de-Urso, Uva-Ursi (Português), Bearberry,  Red Bearberry (Inglês), Gayuba del Pays, Gayuba, Uva de Oso, Uva de Zorro, Manzanilla de Pastor, Madrono Rastrero (Espanhol), Raisin d’our, Busserole (Francês), Uva Ursina (Italiano), Bärentraube, Echte Bärentraube, Gewöhnliche Bärentraube, Immergrüne Bärentraube (Alemão).

Nomes botânicos

Uvaursi procumbens, Arbutus buxifolia, Mairania uva-ursi, Arctostaphylus officinalis, Arbutus ursina, Arctostaphylos adenotricha (Fern. & J.F. Macbr.) A.& D. Löve & Kapoor, Arctostaphylos uva-ursi ssp. adenotricha (Fern. & J.F. Macbr.) Calder & Taylor, Arctostaphylos uva-ursi ssp. coactilis (Fern. & J.F. Macbr.) A.& D. Löve & Kapoor, Arctostaphylos uva-ursi ssp. longipilosa Packer & Denford, Arctostaphylos uva-ursi ssp. monoensis J.B. Roof, Arctostaphylos uva-ursi ssp. stipitata Packer & Denford, Arctostaphylos uva-ursi var. adenotricha Fern. & J.F. Macbr., Arctostaphylos uva-ursi var. coactilis Fern. & J.F. Macbr., Arctostaphylos uva-ursi var. leobreweri J.B. Roof, Arctostaphylos uva-ursi var. marinensis J.B. Roof, Arctostaphylos uva-ursi var. pacifica Hultén, Arctostaphylos uva-ursi var. stipitata (Packer & Denford) Dorn, Arctostaphylos uva-ursi var. suborbiculata W. Knight, Uva-Ursi uva-ursi (L.) Britt.

Nomes farmacêuticos

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Família

Ericaceae.

Partes usadas

Folhas.

Sabor

Amarga, adstringente e fria.

Composição química

Ácido gálico, ácido elágico, ácido ursólico, amirina, arbutina, cálcio, fósforo, hipericina, iridóides (asperulosídeo, monotropeína), isoquercetina, metil-arbutina, mircetina, mircitrina, quercetina, quercitrina, taninos, uvaol.

Propriedades medicinais gerais

Diurético, antibacteriano, anti-inflamatório, antisséptico, antirreumático.

Propriedades medicinais de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações para uso interno

Sistema Gastrointestinal: nas inflamações dos intestinos.

Sistema Urinário e Genital: nas blenorragias, cistite, cálculo urinário, nas inflamações da próstata, uretra e genitais, micção dolorosa, hipertrofia da próstata, uretrite, prostatite e na leucorreia.

Sistema Hepático: nos catarros vesicais.

Sistema Imunológico, Nervoso e Linfático: nas imuno-inflamações.

Sistema Musculoesquelético e Conjuntivo: em artrites.

Sistema Renal: no cálculo renal e pielonefrite.

Outros distúrbios: nas inflamações da boca e garganta, dermatite de contato e reações de hipersensibilidade alérgicas.

Indicações para uso interno de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações para uso externo

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações para uso externo de partes específicas da planta

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Para crianças

Evitar uso em crianças de até 12 anos.

Quando não devemos usar esta erva (contraindicações)

Evitar o uso em gestantes, lactantes, crianças de até 12 anos, pessoas com sensibilidade estomacal ou duodenal, uso excessivo provoca náuseas, vômito, espasmos genitais, convulsão e colapso, devido ao alto teor de tanino. A urina pode assumir coloração verde. Uso prolongado pode causar danos ao fígado e prisão de ventre. Tratamento não deve ultrapassar 10 dias consecutivos. Se for necessário, pode-se repetir depois de passadas algumas semanas. Algumas pessoas de estômago delicado podem apresentar intolerância digestiva ao tanino contido nas folhas da planta. Nestes casos, recomenda-se reduzir a concentração da tisana (usar só 20-30 g de folhas) e tomar simultaneamente carvão vegetal, que absorve os taninos.

Interações medicamentosas

A Arbutina pode potencializar a ação inibitória da prednisona e Dexametasona, tanto na dermatite de contato, quanto na artrite. Faz interação com anti-inflamatórios não-esteroides e pode ocorrer efeito aditivo de irritação ao trato gastrointestinal. Também interage com Furosemida e Hidroclorotiazida que pode reduzir o efeito do diurético por promover retenção do sódio. Interagem com Lítio, um conhecido estabilizador do humor potencializando efeito tóxico do medicamento, uma vez que a Uva-ursi possui efeito diurético.

Toxicidade

A hidroquinona é tóxica em grandes doses. A DL50 oral em ratos é 320mg/kg o que equivale a 19g para um adulto com 60 kg. A ingestão de 1g de hidroquinona pode causar zumbido no ouvido, náusea, vômito, cianose, convulsões e colapso. A ingestão de 5g da hidroquinona pode causar a morte. Estes sintomas são raros e, a maioria dos produtos comerciais possui menos de 1g de uva-ursi bruta por dose. Doses de até 20g de uva-ursi não causaram respostas farmacológicas adversas em indivíduos saudáveis.

Uso culinário e nutritivo

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Aromaterapia

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Sistemas Florais

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Medicina Chinesa (MTC)

A Uva-ursi é uma das plantas medicinais que eliminam umidade-calor no Jiao inferior e removem umidade em geral. Atua nos canais do fígado, bexiga e rins.

Relacionado com as seguintes categorias das ervas medicinais

Categoria 2 – Ervas para reduzir calor excessivo do corpo • Categoria 5 – Ervas para reduzir umidade do corpo.

Ayurveda

Erva que reduz Kapha e Pitta e aumenta Vata. Sua rasa é amarga e adstringente, sua virya é fria e sua vipaka é picante.

Uso homeopático

A Uva-ursi é uma das plantas medicinais utilizada na homeopatia para cistite crônica com dor, tenesmo, muco e sangue na urina especialmente devido a cálculos. Facilita a expulsão de cálculos, pielite, inércia uterina, hematúria renal, quiluria, gonorreia crônica e bronquite crônica. Doses: 1º a 3ª.

Pets e outros animais

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Informações em outros sistemas de saúde

O tanino contido em suas folhas serve, no Norte da Europa, para preparar as peles com que se fabrica o couro da Rússia.

O que diz a ciência

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Astrologia

Seus regentes são Marte e Plutão. A Uva-ursi faz parte das plantas medicinais associadas ao signo de escorpião.

Indicações energéticas ou mágicas

Não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Habitat

Encontrada nas latitudes mais setentrionais da Europa e elevadas montanhas, na Ásia e na América.

Descrição da planta

Pequeno arbusto de caules rasteiros cresce em densos maciços ou em vastas manchas. Apenas os ramos floríferos se erguem ligeiramente. Da planície à montanha pode invadir, em povoamento exclusivo, grandes extensões de matas e rochedos. Prefere os locais pedregosos, secos e sombrios.

Vamos plantar?

Constitui uma boa cobertura de solo nas margens arenosas e íngremes em locais de grande incidência solar ou de luminosidade leve. A planta cresce rapidamente e forma algo semelhante a um carpete no solo conforme se espalha. Uva-ursi é importante na contenção de erosão de solo em bacias hidrográficas, minibacias, mananciais e vertentes. É planta pioneira na mata, sendo frequentemente as primeiras plantas a colonizar áreas queimadas, especialmente em solos pobres.

Artigos relacionados

Fontes de pesquisas utilizadas

http://www.plantamed.com.br/ • https://www.ppmac.org/content/uva-ursi • ITF – Índice Terapêutico Fitoterápico – EPUB • Higiene e Tratamento Homeopático das Doenças Domésticas – Dr. Alberto Seabra – Associação Brasileira de Homeopatia • Vademecum de Fitoterapia – Pedro del Rio Pérez • A cura pelos remédios caseiros – Guia de ervas e medicina natural – Raunei Iamoni – Ediouro • Wicca – A Feitiçaria Moderna – o livro das ervas, magias e sonhos – Gerina Dunwich • Segredos e virtudes  das plantas medicinais – Seleções do Readers Digest • The Yoga of Herbs – Dr. David Frawley and Dr. Vasant Lad – Lótus Press •